Apocalipse: A sétima trombeta – Arrebatamento (37/61)

O anjo fez um juramento solene na visão do livro aberto, dizendo que o mistério de Deus se consumaria nessa trombeta. A conclusão a que chegamos sobre esse mistério foi que ele consiste no evangelho, o plano de redenção do homem, cuja consumação final se dá com o Arrebatamento da igreja.

Apocalipse: A sexta trombeta (32/61)

Vimos que a quinta trombeta foi o primeiro “ai”, hoje veremos o segundo. Estamos vendo o quão terrível serão os dias marcados pelo juízo dessas trombetas. Quanta agonia e desespero assolarão os homens! O que poderia ser pior do que o ocorrido na quinta trombeta?

Apocalipse: A quinta trombeta (31/61)

Passadas as quatro primeiras trombetas, nas quais vimos enorme semelhança com as pragas que foram derramadas sobre o Egito, um mensageiro voa pelo meio do céu, alertando os moradores da terra por causa das três últimas trombetas, as quais são chamadas “AIS”, expressão que denota dor e agonia.

Apocalipse: A terceira e quarta trombetas (30/61)

As duas primeiras trombetas atingiram a terra e o mar, e suas respectivas flora e fauna. A terceira trombeta agrava a situação ao atingir as águas; depois os eventos deixam a esfera da Terra e passa para os astros celestes, a exemplo do que aconteceu nos selos.